Concerto alusivo ao 25 de Abril

No fim de semana onde se celebraram os 20 anos sobre o “ressuscitar” desta associação, a Banda Musical de Parafita brindou o público presente com um concerto muito apreciado, que na primeira parte teve direito a um filme evocativo das duas décadas ininterruptas no activo.

Com o pano ainda fechado e apenas uma imagem sugestiva projectada no ecrã gigante iniciou-se a leitura de um texto que evocou o trajecto da banda e principalmente o seu despertar. Finda a leitura do texto foram projectadas imagens que retrataram momentos significativos ao longo destes 20 anos, culminando com a apresentação de dois filmes: o extracto da participação da banda no filme de João Botelho “Para que este mundo não acabe” e a reportagem feita por Luís Pedreira que passou no programa da RTP1 “Portugal no Coração”, muito do agrado do público e dos próprios músicos e maestro que ainda não a tinham visualizado. Antes do início do concerto houve ainda lugar a mais uma surpresa, a apresentação deste site em primeira mão, juntando mais uma efeméride a esta data.

Apresentação ainda dos cinco novos elementos que saídos da escola de música passarão a integrar a banda como membros efectivos.

Prosseguiu-se para a parte musical, que se iniciou com o pasodoble “Hispânico”,  com uma boa performance da banda e do solista Eliseo Penín.

Seguiu-se então o medley dos Queen “God Save the Queen”, da autoria de Carlos Marques, uma obra que supreendeu o público pela forma como consegue funcionar numa filarmónica.

Lugar de novo aos solistas, com a interpretação de mais uma obra de Carlos Marques – “Jigs”,  arranjo de duas danças tradicionais irlandesas para dois clarinetes a solo com uma interpretação bem conseguida de Fátima Pires e Cristian Rodrigues.

Depois de homenagear um grupo rock britânico, homenagem desta feita ao mítico grupo rock português Xutos & Pontapés com o medley “Xutos”, de novo com arranjo do incontornável Carlos Marques.

Para mudar um pouco a toada mais vigorosa das obras precedentes, foi chamado de novo o trompete solista Eliseo Penín para a interpretação da balada “If Tomorrow Never Comes” balada que resultou muito bem no timbre do trompete, com um arranjo bem conseguido do maestro António Coelho.

Como vem sendo hábito nos últimos concertos no auditório, a inclusão da performance vocal em conjunto com a banda voltou a estar presente, na voz de Clara Alves, interpretando o arranjo que António Coelho fez do conhecido tema “Don’t Cry for Me Argentina” e também o medley “Tributo a Carlos Paião” do autor Álvaro Reis.

Para terminar nada melhor que uma rapsódia de temas portugueses, de nome “Português Suave”, com uma roupagem um pouco swing, recordando autores bastante ligados a Abril como Carlos Mendes, Fernando Tordo, Fausto, Vitorino, Zeca Afonso.

Em jeito de encore os “Parabéns a Você” aos 20 anos desta colectividade que mais uma vez deu mostras de grande vitalidade no panorama cultural barrosão.

Reportagem da Rádio Montalegre sobre o concerto:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Share
Esta página já foi vista 2401 vezes.

5 Comentários

  1. O site está muito bom Zeca! Parabéns pelo trabalho realizado e continua com esse teu entusiasmo e dedicação em prol da BMP (Banda Musical de Parafita). Abr.

  2. Um abraço particular a quem construiu este site. Um homem que faz o favor, contínuo, de ser meu amigo. Para ele e para todos que fazem andar a Banda de Parafita o meu saravá.

  3. Muitos parabéns pelo site! Eficiente, bastante organizado e funcional… Espero vê-los em breve!

    Abraço,
    Marco Fernandes, Percussão (Orquestra Sinfónica Portuguesa)

  4. Anabela Rodrigues

    muitos parabens zeca o site ta muito bonito.e vai ser muito bom para a banda porque vamos ser ouvidos por muita gente.parabens por todo este trabalho que realizaste.

  5. As miñas felicitaciòns pola páxina. Está moi ben, xa mirei case todo. Hai que seguir completándoa con todo o material que vaias recollendo o longo dos ensaios, festas, concertos,….
    Saudos e ata pronto.

Deixar Comentário