Prémio internacional para músico da Banda de Parafita

Foi no “Czech Clarinet Art” 2013, na República Checa, que Pedro Minhava Reis, de Montalegre e membro da Banda Musical de Parafita, conquistou o terceiro lugar. Este prémio internacional foi recebido com orgulho na comunidade barrosã e prova, uma vez mais, o ensino gratuito de excelência da coletividade musical do concelho.

O nome de Montalegre voltou a soar internacionalmente. Desta vez, pelo talento de Pedro Minhava Reis, aluno e elemento da Banda Musical de Parafita. O som afinado do clarinete do jovem barrosão conquistou o terceiro lugar do pódio no “Czech Clarinet Art” 2013, na República Checa. A estadia durou uma semana. Foi «intensa» e, «no inicio, estava muito assustado», segredou Pedro Minhava Reis. Todavia, todos os nervos se dissipavam «sempre que subia ao palco». Na entrega de prémios, quando foram chamadas as menções honrosas «fiquei dececionado por nem isso ter conseguido», recordou. Todavia, no momento em que «soou o meu nome em terceiro lugar estava bastante distraído, porque não estava à espera». Mas fiquei «muito alegre e contente por ter conseguido». Foi uma «conquista para mim e para este concelho, onde a cultura pode não chegar tão bem, mas chega e no que chega é boa».
PERCURSO
A entrada na Banda de Parafita do Pedro Minhava Reis surgiu porque «uma amiga me convidou para assistir e ver se gostava», esclareceu o jovem músico. Esse primeiro contacto foi o primeiro de muitos e aí foi criado um já longo vínculo com a instituição. O tempo foi passando e com a aquisição de conhecimentos, «em conjunto com o maestro Coelho, decidi seguir clarinete». O ensino da Banda Musical de Parafita é, de há alguns meses a esta parte, complementado com aulas na académia Valentim Moreira de Sá, em Guimarães, pelo docente Vitor Matos.
SURPRESA
A mãe, Elsa Minhava, afirmou que «foi com grande entusiasmo e surpresa enorme que este prémio foi recebido». Recordou que «o Pedro nunca tinha tido uma experiência internacional, nem mesmo a nível nacional tinha concorrido a nada». Esta oportunidade foi anunciada «pelo professor Vitor Matos e ele mesmo avisou que o concurso era muito exigente». Esse docente, alertou que «seria uma forma de adquirir experiência e que não deviam ser criadas expetativas».
Em retrospetiva, Elsa Minhava recuou no tempo e comentou que «na família não havia uma relação muito estreita à música, nem sequer existia um projeto de música para os filhos». Foi «muito tarde que tive conhecimento que a Banda de Parafita tinha uma escola». Essa descoberta foi «uma surpresa porque o ensino era gratuito, onde nem o instrumento era preciso comprar».
«MAIS VALIA E MEIO
PARA PUBLICITAR»
António Coelho, maestro da Banda Musical de Parafita, comentou que a notícia do prémio do Pedro Reis foi «uma notícia muito prestigiante porque eu fui professor dele». Para além deste facto, é «clarinetista, como eu sou». Nessa linha, acrescentou que «um clarinetista tem sempre gosto quando o seu aluno ganha prémios». Em relação à Banda Musical de Parafita, acredita que o galardão arrecado é «uma mais valia e um meio para publicitar a excelente escola que temos». Apesar deste reconhecimento, lamentou que «o ensino de excelência da escola não seja ainda bem aceite e reconhecido pela população em geral». Ato contínuo, explicou que «temos muita dificuldade em passar a mensagem que temos uma excelente escola, com bons professores e ensino feito ao nível do conservatório». O concelho de Montalegre «é enorme, tem muita juventude e é pena não haver uma adesão maior».
AGENDA
O ano 2013 fica marcado por na agenda já constarem «23 serviços efetivos», partilhou António Coelho. Satisfeito, referiu que como organização «podemo-nos dar ao luxo de sermos das únicas bandas no país a ter esta agenda». Este sucesso é «fruto de um sério trabalho que tem vindo a ser desenvolvido ao longo dos anos». Para além disso, o «apoio da autarquia é fundamental e significativo, através do subsídio que nos dá e do autocarro que nos disponibiliza». É um «privilégio que nem todas as bandas podem usufruir e uma mais valia para nós».

REPORTAGEM “PORTO CANAL”

REPORTAGEM “NOTÍCIAS AO MINUTO”
Share
Esta página já foi vista 9438 vezes.

2 Comentários

  1. Parabéns Pedro!

    Todos os portugueses como eu, neste momento, devem de sentir um enorme orgulho em ti Pedro, por teres levado além fronteiras, através da música, a alma lusitana, a cultura portuguesa, a história de um país, e dares a conhecer a tua Banda, a terra que te vi nascer, a sua gente, e levares bem alto o nome de Portugal.
    Desejo-te muitas felicidades, e que continues a encher de orgulho todos os portugueses

    Abraço

    Francisco Linhares

  2. Duarte Nuno Dias Minhava

    Parbens Pedro
    Não te conheço mas tenho muito orgulho de ti,possivelmente pertences à minha familia.
    Como deves saber existe na familia MINHAVA gente muito ligada à musica,bem como:o meu pai António Augusto Minhava Júnior,tocava violino,fez parte de muitas tocatas;Ermelo,Gontães,Carvalhais etc.
    O grande Padre Minhava,que fez a marcha de Vila Real e muitas mais,toca violino,acordeão,piano,órgão e muitos mais instrumentos.Como vês estás bem enquqdrqdo,um Abraç0,Duarte

Deixar Comentário