Festa da Banda 2009

Convívio anual reuniu dezenas de pessoas que não pouparam elogios à conduta e trabalho de uma colectividade com mais de um século de vida. Saliência maior para a presença de um membro do Governo Civíl do distrito, facto inédito que muito agradou a este grupo barrosão.

Foi no habitual clima de confraternização que decorreu a comemoração de mais um aniversário da Banda de Parafita. Um convívio que juntou dezenas de pessoas, entre elas, caras bem conhecidas. O executivo do Município de Montalegre compareceu em peso.
Fernando Rodrigues declarou: «a Banda de Parafita é um orgulho para todo o concelho. É um cartaz do concelho de Montalegre. Tem prestígio em termos regionais mas também em termos nacionais. É um trabalho de todos. De toda a comunidade. Só assim se consegue este resultado».
«ISTO NÃO
CAI DO CÉU»

O presidente da Câmara de Montalegre reforçou os elogios a esta colectividade centenária: «a Banda de Parafita é como que um milagre, por isso quero deixar aqui o meu reconhecimento. Há aqui uma motivação excepcional. Há aqui gente que tem a vida lá fora, mas que está aqui quando é preciso, por isso muito obrigado a todos». Sempre no mesmo tom, o edil referiu: «isto é um milagre mas não cai do céu! É o esforço de cada um, um esforço pensado, atempado, programado…é um percurso inteligente e de mérito».
Acto contínuo, Fernando Rodrigues, aplaudiu o empenho do maestro António Coelho: «há aqui outro milagre. Ter aqui alguém na Banda, com tanta qualidade, que não desiste, é um mérito da sua personalidade e persistência».
«É UMA VERGONHA
Depois do presidente da Associação Cultural de Parafita, Avelino Gonçalves, ter pedido empenho e celeridade na resolução das obras da futura sede da Banda, antes de terminar o discurso, o autarca falou desta situação “encravada”: «a Câmara já cumpriu com a sua obrigação. Cumpriu com o que prometeu. Contudo, há questões estruturais na obra que têm que ser resolvidas. A bem ou a mal. É uma vergonha! Não é problema de dinheiro. Já disse que é fácil arranjar dinheiro. Não é por falta de dinheiro que qualquer associação deste concelho desenvolve a sua actividade. Até se “estraga” o dinheiro. Dinheiro não falta! Importa é que os problemas sejam resolvidos, para bem de todos».
«NOVA VISÃO»

Por fim, Fernando Rodrigues, congratulou-se com a presença do Governo Civíl no convívio anual da Banda de Parafita. Um facto inédito: «quero salientar o facto do Governo Civíl estar aqui representado. É uma nova visão. Uma nova atitude, de estar presente nestes pequenos actos. É um alento porque sentimos que temos gente com garra, gente que está connosco».
«BANDA DE PARAFITA
É UM MILAGRE!»

Minutos antes já Vítor Silva, adjunto do novo Governador Civíl, Alexandre Chaves, tinha usado da palavra referindo que a «Banda de Parafita é um milagre» ao mesmo tempo que sublinhou o apoio dado, entre outros, pela Câmara Municipal de Montalegre que classificou como um «bom parceiro». No final, garantiu: «contem connosco para estas iniciativas porque até final do mandato este Governo Cívil traçou 3 pilares: protecção civíl, acção social e desenvolvimento económico, sendo aqui que entra a componente cultural, como é o caso da Banda de Parafita».

Share
Esta página já foi vista 2457 vezes.

Deixar Comentário