25 de Abril 2014

As quatro décadas que lembram a “revolução dos cravos” foram assinaladas pelo município de Montalegre com um conjunto de atividades. Entre elas, a cerimónia simbólica do hastear da bandeira e uma sessão solene realizada no renovado salão dos Paços do Concelho, onde foi traçado o diagnóstico do país ao mesmo tempo que foram lançadas as “sementes” que devem nortear o futuro.


Tal como sucedeu por todo o país, também Montalegre teve memória ao recordar o que floresceu há 40 anos em Portugal. Um dia que marcou a modernidade portuguesa libertando o país do calvário da opressão. Uma jornada carregada de nostalgia que arrancou cedo com a tradicional alvorada de morteiros. Houve arruada pelos “Zés Pereiras” e o obrigatório hastear da bandeira que juntou alguns populares na praça do município. Nesta cerimónia marcaram presença os bombeiros voluntários de Montalegre e Salto e a banda musical de Parafita. Seguiu-se a sessão solene comemorativa dos 40 anos da “revolução dos cravos” que lotou o salão dos Paços do Concelho.

Share
Esta página já foi vista 1555 vezes.

Deixar Comentário